A decomposição anaeróbia da matéria orgânica depositada em aterro gera um gás rico em metano (cerca de 60%), designado por biogás. Este gás tem de ser captado e tratado, sendo a forma mais usual de tratamento a queima. A Suldouro efetua este tratamento e simultaneamente produz eletricidade – valorização energética – numa central equipada com 7 grupos motor–geradores com uma potência instalada de 7,46 MW. 

Estes grupos de produção de eletricidade fornecem, ainda, através do seu circuito de arrefecimento, toda a energia térmica necessária para o aquecimento: 
• dos edifícios; 
• das águas sanitárias nas instalações da Suldouro
• dos digestores do processo da Central de Valorização Orgânica. 

A eletricidade produzida nesta central é uma energia verde renovável, que contribui para a redução da dependência dos produtos petrolíferos e consequentemente para a redução das emissões de Gases com Efeito de Estufa.